Caixa Preta

junho 1, 2008

O impulso do celular

Filed under: Uncategorized — amandinhaveronese @ 12:14 am

 

       As baterias de íons de lítio, desenvolvidas para uso na telefonia móvel, podem ser a solução para carros híbridos e elétricos

       Quem teve telefone celular na década de 90 deve se lembrar da limitada  autonomia das baterias. Era comum ver pessoas levando uma ou até duas  baterias extras na bolsa. E o carregador veicular, ligado no acendedor de  cigarros, era equipamento obrigatório. Isso virou história quando as  baterias de níquel cádmio (NiCd) começaram a ser substituídas pelas de  íons de lítio (Li-ion), com capacidade de carga três vezes maior, tamanho  e peso reduzido e sem o chamado efeito memória – elas não precisam ser descarregadas por completo antes de ser recarregadas. O próximo setor a se beneficiar das baterias de Li-ion é o automotivo.

 

       A futura geração de carros híbridos já terá baterias de Li-ion. E, se os  japoneses da Toyota saíram na frente com o Prius, em 1997, equipado com baterias NiCd, agora será a vez de os alemães da Mercedes apresentarem a nova tecnologia, a bordo do modelo S 400 BlueTec, que estréia em 2009.

       As baterias de íons de lítio são vistas como a chave para o sucesso dos veículos híbridos por oferecer maior capacidade de armazenamento e uma  densidade de energia (quantidade de elétrons em uma mesma região) três  vezes maior que uma de NiCd.

       Mas qual teria sido a causa da defasagem que houve entre as baterias usadas na telefonia e as empregadas na indústria automobilística? Isso ocorreu por dois fatores primordiais: o custo elevado e a instabilidade química. Há uma década, as baterias Li-ion apresentavam o risco de explosão enquanto eram recarregadas.

       Outro problema que teve de ser resolvido foi o controle da elevada temperatura das baterias. A Mercedes-Benz adotou uma solução simples e muito engenhosa ao aproveitar o sistema de ar-condicionado do S 400 BlueTec para o resfriamento do compartimento de baterias Li-ion.

       A General Motors também acelera o desenvolvimento de seus modelos com tecnologia Li-ion. Em parceria com a japonesa Hitachi, a montadora norte-americana deve colocar no mercado a partir de 2010, já como modelos 2011, uma nova safra de híbridos: Saturn Aura, Cadillac CTS, Chevrolet Camaro e Corvette.

2 EM 1
       Os modelos híbridos atuais têm dois motores: um elétrico, que trabalha nas arrancadas e nas baixas velocidades, e um a combustão, acionado em altas velocidades. Suas baterias são recarregadas em uma fonte externa e também aproveitam a energia gerada durante as  reduções de marcha e desacelerações do motor convencional.  Já o Volt (foto), projeto da GM, é movido apenas pela força de um motor elétrico e tem um motor a combustão (1 litro, três cilindros com turbocompressor) com a única função de recarregar as baterias de Li-ion.

Reportagem obtida do site : http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/energia/conteudo_278200.shtml

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: